.

.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Boi Pintadinho. O BOI DO PAPUÇA VIRA CASO de POLÍCIA.


Um dos mais tradicionais e emocionantes ritos e festejos carnavalescos em Carangola sempre foi o BOI do PAPUÇA. A alegria, a irreverência e amor pelo samba cultuados, vividos e incentivados pelo seu criador o Zé Papuça.
Com a sua morte,  a do criador do BOI DO PAPUÇA, a família resolver doar para o Museu Histórico Municipal de Carangola toda a indumentária do Boi e suas mulinhas. Assim como fez com os instrumentos que hoje compõem uma tradicional Banda da cidade.
Ao que pudemos perceber, pelas declarações postadas nas redes sociais, o então Secretário de Cultura e candidato a Vice Prefeito na eleição anterior(Ismael). Não fez com que o patrimônio histórico fosse preservado e se achou no direito a doar para outrem um bem que é público. Pois nada doado ao MHM pode ser repassado e deve ser preservado. Com isso o caso vira CASO DE POLÍCIA. Pois a familia quer de volta, apenas para alegrar o carnaval, esse patrimônio. No entanto quem recebeu, na boa fé de estar também fazendo o melhor,  "se acha dono". Tudo por culpa da irresponsabilidade de quem devia cuidar do patrimônio histôrico.
Mas não é surpresa. Afinal, NUNCA SE FEZ TANTA BESTEIRA. TANTA DÍVIDA e TANTA COISA MAL FEITA em TÃO POUCO TEMPO. Assim se resume os desmandos daquela administração.

Perdemos duplamente. Não teremos o BOI do Papuça e o Boi do Borel que na verdade é o BOI do PAPUÇA    
 Confiram as declarações nas redes sociais.

BLOCO DO BOREL:

  • COMUNICADO :

Um belo dia ficamos sabendo que havia um Boi Pintadinho guardado pela secretaria de cultura de Carangola-MG, e recebemos o convite pela mesma de aproveitar esse Boi Pintadinho para abrilhantar mais o nosso carnaval, assim fomos ver esse Boi
Pintadinho, quando nos deparamos com um o Boi e as Mulinhas totalmente deterioradas, destruídas pelo tempo e agua da chuva, pois as Mulinhas não tinham mais cabeças. Fizemos uma reunião entre a Diretoria do bloco e decidimos não aproveitar porque o custo seria o mesmo valor que fazer novos, dias depois ficamos sabendo que aquele Boi Pintadinho que ali se encontrava agonizando era oTradicional Boi do Papuça, fizemos outra reunião e decidimos que deveríamos dar continuidade aquele Boi Pintadinho que tanto brilhou no carnaval de Carangola, mesmo sabendo que gastaríamos o mesmo valor de um Boi Pintadinho novo,
com essa nossa decisão procuramos o secretario de cultura que na época era o Ismael e pedimos a ele que tomasse todas as providências para a doação do que restava do Boi  , e com a permissão da família
do Saudoso Papuça a Secretaria de cultura fez a doação para o bloco assim entramos em contato com osenhor Roberto (artesão) para ele ver o que poderia ser feito  com o Boi Pintadinho , ele olhou e nos disse que teria muito trabalho a ser feito praticamente fazer um novo, ai ele fez com que o Boi votasse a viver, entre mão de obra e material usado na construção do novo boi o custo foi de 1500,00, mais para nos do bloco valeu a pena, o Boi e as Mulinhas ficaram lidas e no carnaval de 2012 saímos com ele na Avenida do Samba,e rodamos
pelas ruas de Carangola foi muito lindo as pessoas elogiando o Boi Pintadinho do Bloco do Borel.
 Mais infelizmente aconteceu algo que nos surpreendeu ,a família que havia doado o Boi Pintadinho aquele mesmo que agonizava no
deposito do museu municipal , voltou atrás dizendo que não havia doado os restos mortais do Boi e das Mulinhas , com isso nos da diretoria 
marcamos uma reunião para resolver o caso, alguns familiares teimavam em perturbar um dos componentes do Bloco, a ponto de levar uma viatura
da policia até o local de trabalho do mesmo,         que coisa feia ! 
 Eles nem esperaram nos reunir pois com certeza nos iriamos abrir mão do Boi, mais agora o boi vai ficar com a justiça, e nos vamos fazer outro
boi pintadinho, o Bloco do Borel é bem maior que que essa picuinha.

O Bloco do Borel havia planejado sair pelas ruas de Carangola nesse Carnaval de 2013 mais com esse acontecimento o Bloco do Borel não vai mais participar , pedimos desculpas aos foliões que gostam do Bloco do Borel.
    COMUNICADO :

    Um belo dia ficamos sabendo que havia um Boi Pintadinho guardado pela secretaria de cultura de Carangola-MG, e recebemos o convite pela mesma de aproveitar esse Boi Pintadinho para abrilhantar mais o nosso carnaval, assim fomos ver esse Boi
    Pintadinho, quando nos deparamos com um o Boi e as Mulinhas totalmente deterioradas, destruídas pelo tempo e agua da chuva, pois as Mulinhas não tinham mais cabeças. Fizemos uma reunião entre a Diretoria do bloco e decidimos não aproveitar porque o custo seria o mesmo valor que fazer novos, dias depois ficamos sabendo que aquele Boi Pintadinho que ali se encontrava agonizando era oTradicional Boi do Papuça, fizemos outra reunião e decidimos que deveríamos dar continuidade aquele Boi Pintadinho que tanto brilhou no carnaval de Carangola, mesmo sabendo que gastaríamos o mesmo valor de um Boi Pintadinho novo,
    com essa nossa decisão procuramos o secretario de cultura que na época era o Ismael e pedimos a ele que tomasse todas as providências para a doação do que restava do Boi , e com a permissão da família
    do Saudoso Papuça a Secretaria de cultura fez a doação para o bloco assim entramos em contato com osenhor Roberto (artesão) para ele ver o que poderia ser feito com o Boi Pintadinho , ele olhou e nos disse que teria muito trabalho a ser feito praticamente fazer um novo, ai ele fez com que o Boi votasse a viver, entre mão de obra e material usado na construção do novo boi o custo foi de 1500,00, mais para nos do bloco valeu a pena, o Boi e as Mulinhas ficaram lidas e no carnaval de 2012 saímos com ele na Avenida do Samba,e rodamos
    pelas ruas de Carangola foi muito lindo as pessoas elogiando o Boi Pintadinho do Bloco do Borel.
    Mais infelizmente aconteceu algo que nos surpreendeu ,a família que havia doado o Boi Pintadinho aquele mesmo que agonizava no
    deposito do museu municipal , voltou atrás dizendo que não havia doado os restos mortais do Boi e das Mulinhas , com isso nos da diretoria
    marcamos uma reunião para resolver o caso, alguns familiares teimavam em perturbar um dos componentes do Bloco, a ponto de levar uma viatura
    da policia até o local de trabalho do mesmo, que coisa feia !
    Eles nem esperaram nos reunir pois com certeza nos iriamos abrir mão do Boi, mais agora o boi vai ficar com a justiça, e nos vamos fazer outro
    boi pintadinho, o Bloco do Borel é bem maior que que essa picuinha.

    O Bloco do Borel havia planejado sair pelas ruas de Carangola nesse Carnaval de 2013 mais com esse acontecimento o Bloco do Borel não vai mais participar , pedimos desculpas aos foliões que gostam do Bloco do Borel.(Fonte:
    FBBloc Borel Carangola)
     
    FAMÍLIA DO PAPUÇA




    É, o Carnaval tá chegando, improvisado em Carangola, mas quem viveu o bom Carnaval de lá, sabe o quanto vale a pena aquela cidade. Eu vivi o Carnaval com o meu Zé, eu respirava Carnaval o ano inteiro com ele. Toda a família. Todo mundo na função de criar camiseta, correr atrás de patrocinador, “quantas camisetas, Papuça?”, correr na malharia para pegar as blusas prontas, “atende a porta, Sosô, tem gente querendo pegar blusa aí”, subir no terraço pra ver o vô fazer o papel machê pra arrumar o Boi Pintadinho, ver o Negrula pintar o Boi tão lindo (sem poder pegar em nenhum pincel pra ajudar, que agonia), ver o resultado na rua, no sorriso mais lindo que o Carnaval de Carangola já teve. A alegria do Zé que puxava tudo, o sorriso feliz, as marchinhas de Carnaval que ele cantava tão lindo pra gente. Quando o Zé foi embora todo mundo entristeceu, todo mundo perdeu um pouquinho do Carnaval, todo mundo quis homenagear o Zé. Todo mundo quis continuar sambando, do jeito que o Zé queria que fosse. “ Deixo ao sambista mais novo o meu pedido final: não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar.”
    O Boi Pintadinho do Papuça ficou com a gente e por falta de espaço colocamos no museu (afinal, ô Boi com história esse)e nunca negamos um empréstimo, seja para escola que queria comemorar uma folia, seja para outros blocos de Carnaval terem o Zé um pouquinho mais perto. Hoje, o Boi virou motivo de mentira, se recusam a devolvê-los para nós, para que a família e amigos possam fazer mais uma homenagem para o Zé no Carnaval. Dizem que nós não cuidávamos desse bem, dizem que não quisemos mais e o demos. Onde já se viu isso? É uma pena, porque agora ninguém vai ter um pedacinho do Zé pra esse Carnaval. Fica o meu lamento, para essa gente infeliz que não sabe viver a alegria de um Carnaval. Pois eu sei, eu sou do samba, eu sou do Zé!(Fonte:
    FB Tarsila Baylao)


Um comentário: