domingo, 25 de julho de 2021

O registro para relembrar um dos melhores encontros de motociclista: NATIVIDADE MOTOROCK

O registro para relembrar um dos melhores encontros de motociclista: NATIVIDADE MOTOROCK. Uma realização: Viajantes do Vento MC

Que em 2022 a gente possa novamente por lá nos reencontrarmos. Uma maravilha de evento.




Confiram no Panfleto as Promoções dos SUPERMERCADOS MARINHO para a SEMANA ECONÔMICA DE ANIVERSÁRIO. TUDO MAIS BARATO!

 


Tombense, nesse sábado jogando em casa, empata com o Voltaço e fica na 3ª posição do Grupo A do Brasileiro Série C 2021.

Tombense, nesse sábado jogando em casa, empata em 1 a 1 com o Voltaço(Volta Redonda) e fica na 3ª posição do Grupo A do Brasileiro Série C 2021 com 14 pontos. Igual ao número de pontos do Volta Redonda que está em 4º. 

O Tombense volta a campo no próximo sábado(31) indo a Belém enfrentar o Paysandu que é o 7º colocado com 12 pontos. 

O líder é o Botafogo(PB) com 15 e em 2º a Ferroviária.

Bombeiros combatem incêndio em estrutura de depósito de café



MANHUAÇU (MG) - O Corpo de Bombeiros de Manhuaçu atendeu ocorrência de incêndio em armazém de café na região de Manhuaçuzinho, na zona rural, na manhã de sábado, 24/07.


O produtor rural acionou o Corpo de Bombeiros relatando o incêndio em um armazém de café de aproximadamente 450m², contendo maquinário pesado (secadores de café) e cerca de 400 sacas de café.


Segundo o Corpo de Bombeiros, esse tipo de ocorrência é característico da região nesse período.


A equipe de Bombeiros da 2ª Companhia se deparou com um incêndio de proporções significativas. O fogo atingiu boa parte do maquinário e do café que armazenado. Parte da estrutura metálica do galpão também cedeu em razão do forte calor. Havia chamas altas e grande quantidade de fumaça no ambiente.


Após avaliar o cenário, a equipe montou a estrutura de combate a incêndio foi montado e o fogo extinto pelos bombeiros.


Fonte Portal Caparaó


sábado, 24 de julho de 2021

ATENÇÃO REDOBRADA! O FRIO PODE CONTRIBUIR PARA OCORRÊNCIA DE INFARTO PARA QUEM TEM FATORES DE RISCO,DIZEM OS ESPECIALISTAS.



Dias mais frios podem contribuir para a ocorrência de infarto em pacientes que apresentam fatores de risco, como aqueles que têm lesão coronária ou hipertensos. A cardiologista Rica Buchler, diretora de reabilitação cardíaca do Instituto Dante Pazzanese, alerta que o acompanhamento médico e controle de condições preexistentes podem reduzir os riscos.


"No frio, os pacientes que têm alguma lesão coronária por depósito de gordura - aterosclerose - existe a constrição do vaso e, além da constrição ou do espasmo do vaso, existe o aumento da viscosidade do sangue, isso pode obstruir artéria ou ramo de artéria coronária levando ao infarto. Não só isso, também a pressão arterial tende a se elevar no frio", disse a cardiologista.


Ela explicou que, na tentativa de manter a temperatura do corpo, no frio, os vasos sanguíneos se contraem, então eles diminuem o diâmetro, é a chamada vasoconstrição. "A vasoconstrição pode levar ao infarto e pode piorar a hipertensão em pacientes com predisposição", acrescentou. 


"Imaginando que uma coronária seja um tubo e tenha uma obstrução de 60%, por exemplo, com 40% [sem obstrução], vai passando sangue normalmente [pelos vasos]. Só que, diante do frio, ela pode ter um espasmo e esse vaso se ocluir, causando o infarto", exemplificou.


O cardiologista Luiz Antônio Machado César, assessor científico da Sociedade de Cardiologia do estado de São Paulo (Socesp) e professor da Faculdade de Medicina da USP, relatou que há estudos demonstrando a maior incidência de infarto em temperaturas mais frias. "É uma curva que lentamente tem um aumento dos casos de morte por infarto à medida que a temperatura cai, grau a grau. Mas fica bem mais evidente, quase três vezes mais mortes por infarto, abaixo de 14 graus", disse sobre resultado de pesquisa da USP da qual foi orientador.


Quando comparados os períodos das estações do ano, o inverno foi quando mais ocorreram mortes por infarto na comparação com as outras estações.


"O que a gente observou claramente era [um maior risco] para pessoas acima de 65 anos. Quando se vê no todo [considerando todas as idades], a gente já vê a diferença. Quando separa por idade, nitidamente isso é bem evidente acima de 65 anos, porque são as pessoas que têm muito mais [incidência de] hipertensão arterial, tem muito mais chance de já ter a doença coronária, de eventualmente já ter tido infarto, de já ter sintomas de doença. É a faixa etária em que mais está presente a doença. As pessoas de mais risco são as pessoas que mais vão ter o efeito do frio", explicou.


Em relação aos do grupo de risco, além de pacientes com lesão coronária, Rica Buchler também citou pessoas que já tiveram infarto, com ponte de safena, com angioplastia, hipertensos e que já tiveram acidente vascular cerebral. Ela lembrou que o infarto é uma consequência de vários fatores, como pressão arterial descontrolada, diabetes descontrolado e colesterol muito alto, e que, quando paciente e médico conseguem controlá-los, a suscetibilidade ao infarto diminui, inclusive no tempo frio.


Para evitar os riscos das baixas temperaturas, a médica avalia que primeiramente a pessoa deve conhecer sua situação de saúde. "Pessoas que vão anualmente ou semestralmente ao cardiologista sabem a real condição que elas têm, então elas se conhecem bem, conhecem a medicação que tomam, então essas pessoas estão mais seguras." Outra recomendação da cardiologista, é evitar sair nos horários mais frios do dia.


O professor Machado César também alertou para a importância de se manter a medicação para pessoas com doenças já identificadas anteriormente, de se proteger ao máximo quando sair de casa e evitar contraste de temperatura.


"O contraste é o maior desencadeante daquelas situações de espasmo, de vasoconstrição, que é o contato com uma temperatura muito fria. Ou seja, você está dentro de casa em uma temperatura de 20 ou 18 graus e, de repente, sai para fazer alguma coisa fora e está 2 graus. Vai ter vasoconstrição na pele, na orelha, no nariz e, se tiver doença, você pode ter vasoconstrição lá [no coração] e desencadear um quadro de infarto. Então, evitar isso para quem tem mais de 60, 65 anos", disse.


No entanto, ele lembrou que isso não significa que todo mundo que sair no frio terá infarto. "A pessoa está em um grupo que é mais fácil que isso aconteça, mesmo assim é uma probabilidade, não é que ela terá [necessariamente um infarto]", acrescentou. 


Fonte: UOL Fotos: Reprodução/Internet

Capacitação para ampliar a qualidade do café Produtor confeccionou a própria peneira para agilizar a classificação dos grãos



Capacitação para ampliar a qualidade do café


Produtor confeccionou a própria peneira para agilizar a classificação dos grãos


“Eu achava que estava colhendo cafés especiais, mas, depois dos cursos, mudei muito o jeito de trabalhar”. O depoimento é do cafeicultor Anadison de Souza, participante do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Café+Forte e egresso dos cursos de Colheita e Pós-colheita (via seca e via úmida) e Colheita e Preparo, oferecidos pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Espera Feliz. Há três anos investindo na produção de cafés de qualidade, foi a primeira vez que Anadison fez treinamentos do Sistema FAEMG/SENAR/INAES voltados para a cafeicultura. O aprendizado o levou a usar as técnicas corretas e se atentar ao melhor estágio de maturação para a colheita, a fim de conseguir cafés com pontuações mais altas.


Na pós-colheita, a busca por mais qualidade e praticidade, especialmente na etapa de classificação dos grãos, levou o produtor confeccionar uma peneira que facilita e agiliza o processo. Vale destacar que, quanto maior o percentual de peneiras grandes, ou seja, maiores grãos, mais valorizado é o café. Por isso a importância dessa separação na produção de café especiais. 


Para fazer a peneira, Anadison usou uma chapa que mede 100x50 centímetros e tem furos 16, encontrada no mercado, que foi colocada em uma estrutura de madeira. Para facilitar o uso, a peneira fica suspensa por cordas, e suporta cerca de seis quilos de café de uma só vez, quantidade muito superior à capacidade das peneiras que o cafeicultor usava na propriedade, que têm cerca de 20 centímetros e capacidade para 400g de café. O produtor explica no vídeo: https://youtu.be/vgC5QArKyE8


“A classificação física por tamanho de fruto permite que o cafeicultor aumente o preço de venda do café a partir da colheita. Separando frutos que têm diferentes valores no mercado, ele consegue comercializar os produtos para os segmentos compatíveis, sem desvalorização. Além disso, após a separação, formam-se grupos mais homogêneos de frutos, contribuindo para uma secagem mais rápida e de maior qualidade”, explicou o engenheiro agrônomo e instrutor dos cursos, Milton Flores. 


“Os cursos nos ajudaram a mudar a mentalidade dos produtores de Espera Feliz e têm feito a diferença na vida deles. O Anadison é um exemplo de como os ensinamentos foram para a prática. Ele está muito satisfeito, e nós também”, comentou o mobilizador do Sindicato dos Produtores Rurais de Espera Feliz, Leonardo Chaves.


Eleição para o Conselho Administrativo do Carangola Campestre Clube será nessa segunda feira(26). Confiram o Edital.

Eleição para o Conselho Administrativo do Carangola Campestre Clube será nessa segunda feira(26). Confiram o Edital. 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL

PARA ELEIÇÃO DO CONSELHO DELIBERATIVO PARA

O BIÉNIO DE 2021/2023


Prezados associados quotistas,


Em conformidade com o estabelecido nos arts. 37º, Parágrafo 1º e Parágrafo 2º, de todos do Estatuto do Carangola Campestre Clube, ficam CONVOCADOS todos os associados cotistas, em dia com suas obrigações com a tesouraria do clube, para, em querendo, comparecerem a reunião da Assembleia Geral Extraordinária, a se realizar em sua Sede, situado na Avenida das Nações, nº 115, bairro Santa Emília, em Carangola/MG no dia 26 de Julho de 2021 às 19h in em primeira convocação com 1/3 de associados presentes, ou em segunda convocação às 20h com qualquer número de associados presentes para deliberarem a seguinte ordem do dia:


1) Eleição do Conselho Deliberativo do Carangola Campestre Clube Biênio 2021/2023.

O presente Edital será afixado na Portaria e nas dependências de fácil acesso ao associado, em obediência ao Estatuto do Clube.






O apoio e parceria com o empresário José Geraldo Ferreira(DUDUTA), coloca Faria Lemos e a Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira no cenário nacional dos grandes eventos off road. Promovendo o Turismo e o Desenvolvimento.

A luta, o sonho e o incansável trabalho realizado por Éocombatente para promover toda nossa região se solidifica e se engrandece com o apoio e parceria importante do empresário José Geraldo Ferreira(DUDUTA) e coloca Faria Lemos e a Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira no cenário nacional dos grandes eventos off road. Promovendo o Turismo e o Desenvolvimento.  

O Empresário José Geraldo Ferreira (DUDUTA) é proprietário da Márcia Cosméticos, DF Agropecuária e DF PORK e seu apoio e parceria muito contribui para o desenvolvimento da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira. Alavancando com isso as possibilidades do turismo de aventura off road 4x4, turismo de base comunitária, economia criativa e solidária. Desenvolvendo o turismo em suas variabilidades e potencialidades em toda essa região. 

Em 2016 Éocombatente homenageou o Empresário José Geraldo Ferreira(DUDUTA) pelos trabalhos, solidariedade e serviços prestados a toda a região. Um reconhecimento ao seu valoroso trabalho. 

Sonho que se sonha junto é realidade. Obrigado pelo carinho, atenção, apoio e parceria. Com isso abrindo um leque de possibilidades no trabalho que já realizamos. Promovendo toda nossa região. 

Já ficou marcado uma novo encontro. Para nos deliciarmos com o porco na cachaça, na folha de bananeira à pururuca. Harmonizado com as deliciosas cachaças produzidas na Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira. Fechando com um café especial.

DESTINOS ICÔNICOS. Quer conhecer e se deliciar? Vem com a gente.


Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira. Aqueles lugares maravilhosos. Aqueles  emocionantes rallies, passeios, expedições, trilhas e eventos ON e OFF ROAD, que você vê na TV, a gente promove aqui(MG/RJ/ES) em todo entorno do Parque Nacional do Caparaó.


Além de conhecerem, vivenciarem,  experimentarem e se deliciarem com todo o processo de produção das cachaças artesanais de alambique e os cafés especiais premiados.

Rota do Café e Cachaça- CAMINHOS DO PICO DA BANDEIRA e suas Conexões. 

Quer conhecer e se deliciar?  Vem com a gente:

(32)999 239 337

@eocombatente


Éocombatente em um profícuo encontro com o empresário José Geraldo Ferreira(DUDUTA). Selando parcerias para o desenvolvimento da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira.

Confiram no Panfleto as Promoções dos SUPERMERCADOS MARINHO para esse sábado. FIM DE SEMANA CAMPEÃO. MÊS DE ANIVERSÁRIO.

 



Centro de Tradições Nordestinas na Feira de São Cristóvão(RJ). Culturas e Tradições riquíssimas. Presença do Éocombatente e da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira em um passeio familiar e de negócios e parcerias.



O que nos move e nos inspira, cada vez mais, são as inúmeras potencialidades e possibilidades. Criar, divulgar e promover é nossa rotina. 

Não tem sido fácil. Mas tem sido valoroso o resultado. Ajudando a promover nossa rica e belíssima região. 

Nessa sexta feira uma visita Centro de Tradições Nordestinas na Feira de São Cristóvão(RJ). Culturas e Tradições riquíssimas. Presença do Éocombatente e da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira em um passeio familiar e de negócios e parcerias.

A diversidade de serviços e produtos. A tradição histórica desse espaço cultural de tradições chamou a atenção.

Inúmeras possibilidades e potencialidades de parcerias para promover o maior roteiro turístico das 3 Divisas Vértice Sudeste MG/RJ/ES a Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira.  

Confiram alguns registros desse acolhedor, tradicional e aconchegante ambiente que muito nos inspira e nos fortalece. 

DESTINOS ICÔNICOS.

Vem com a gente

Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira.

Aqueles lugares maravilhosos. Aqueles  emocionantes rallies, passeios, expedições, trilhas e eventos ON e OFF ROAD 4x2 e 4x4, que você vê na TV, a gente promove aqui(MG/RJ/ES) em todo entorno do Parque Nacional do Caparaó e diversas conexões.(Mar e Montanhas)

Além de conhecerem, vivenciarem,  experimentarem e se deliciarem com todo o processo de produção das cachaças artesanais de alambique e os cafés especiais premiados.

Rota do Café e Cachaça - CAMINHOS DO PICO DA BANDEIRA e suas Conexões. 

Quer conhecer e se deliciar?  Vem com a gente:

(32)999 239 337

@eocombatente


1

Mercadão de Madureira. Cultura e Tradição. Presença do Éocombatente e da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira em um passeio familiar.



2

RUA DO RIO no Shopping Nova América, na Cachaçaria PETISCO DA VILA, o mais novo Point e Parceria da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira. Em breve vamos promover o lançamento com uma degustação especial de cachaças. VEM COM A GENTE!!!

 



RUA DO RIO no Shopping Nova América, na Cachaçaria PETISCO DA VILA, o mais novo Point e Parceria da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira. Em breve vamos promover o lançamento com uma degustação especial de cachaças. VEM COM A GENTE!!!

Aos amantes do mais original produto brasileiro, a cachaça artesanal de alambique) e as aventuras e expedições da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira, aguarde em breve mais essa saborosa e deliciosa parceria e novidade.

Obrigado ao gerente SOUZA que nos acolheu nessa parceria que promove o turismo de base comunitária, a economia criativa e solidária, a agricultura familiar e o desenvolvimento sustentável.

Vem com a gente!!! Aguardem em breve um fim de semana com degustação e apreciação das cachaças do Petisco da Vila e da Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira na Rua do RIO.  

DESTINOS ICÔNICOS.


Vem com a gente


Rota do Café e Cachaça - Caminhos do Pico da Bandeira.

Aqueles lugares maravilhosos. Aqueles  emocionantes rallies, passeios, expedições, trilhas e eventos ON e OFF ROAD 4x2 e 4x4, que você vê na TV, a gente promove aqui(MG/RJ/ES) em todo entorno do Parque Nacional do Caparaó e diversas conexões.(Mar e Montanhas)


Além de conhecerem, vivenciarem,  experimentarem e se deliciarem com todo o processo de produção das cachaças artesanais de alambique e os cafés especiais premiados.


Rota do Café e Cachaça - CAMINHOS DO PICO DA BANDEIRA e suas Conexões. 

Quer conhecer e se deliciar?  Vem com a gente:


(32)999 239 337


@eocombatente

Abertas inscrições para o Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais de 2021

 


1 / 1

REDAÇÃO - As inscrições para o 18º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais já estão abertas. Os produtores interessados devem preencher a ficha de inscrição e entregar as amostras concorrentes nos escritórios da Emater-MG até o dia 10 de setembro. A participação é gratuita e podem concorrer produtores dos municípios mineiros, com amostras de café arábica, tipo 2 para melhor, colhidas neste ano. A solenidade de encerramento da premiação será em dezembro. O regulamento do concurso está disponível no site www.emater.mg.gov.br.

O Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é promovido pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Emater-MG e Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), em parceria com a Universidade Federal de Lavras (Ufla), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas e a Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe). Cada cafeicultor poderá participar do concurso em apenas uma das duas categorias: Natural e Cereja Descascado, Despolpado ou Desmucilado.

Na categoria Café Natural, o café recém-colhido é levado para secar. Já na categoria Café Cereja Descascado, Despolpado ou Desmucilado, após a lavagem, há uma separação dos frutos verdes e secos dos frutos maduros. Depois, eles passam por um descascador para só depois seguirem para secagem. No caso dos cafés despolpados e desmucilados, há ainda uma fase onde o produto passa por um tanque de fermentação.

A lavoura de origem da amostra deverá ser georreferenciada e ter a cultivar identificada. As amostras devem representar fielmente o lote. O coordenador técnico estadual de Cafeicultura da Emater-MG, Bernardino Cangussú, estima a inscrição de cerca de 1500 amostras.

“Apesar da bienalidade negativa do café e dos cuidados com a colheita devido à pandemia, os produtores mineiros estão muito comprometidos em fornecer cafés de qualidade para os compradores. E os cafeicultores que participam todos os anos continuam a entrar no concurso, que ainda sempre integra novos produtores”, argumenta Bernardino.

Seleção dos cafés

Os cafés concorrentes passarão por análises físicas e sensoriais feitas por uma comissão julgadora formada por, no mínimo, dez classificadores e degustadores de café. A produção dos cafés participantes também passará por uma avaliação socioambiental. A comissão julgadora fará a classificação das melhores amostras das duas categorias, em cada região cafeeira de Minas Gerais: Cerrado, Sul de Minas, Matas de Minas e Chapada de Minas. No encerramento, serão anunciados os três primeiros colocados de cada região produtora em cada categoria e o grande campeão estadual (a maior nota do concurso). Também será destacada a cafeicultura que obtiver a melhor pontuação entre os finalistas.

O coordenador da Emater-MG conta qual tem sido a fórmula dos campeões nos últimos anos. “Muitas vezes, um cafeicultor entra no concurso e não tem uma nota tão alta. Mas em outras edições, ele aprende com os erros do passado, vê o que pode ser feito para melhorar e passa a adequar sua propriedade. Normalmente, um cafeicultor entra no concurso e após um, dois ou três anos, ele vai aperfeiçoando os métodos, através da assistência técnica da Emater, principalmente, e daí consegue figurar entre os campeões”, explica Bernardino.

No ano passado, os produtores premiados no Concurso de Qualidade da Emater-MG negociaram seus cafés por valores bem acima da média de mercado. O diretor-presidente da Emater-MG, Otávio Maia, acredita que iniciativas como o Concurso de Qualidade dos Cafés, realizadas pelo Governo de Minas, por meio da empresa de extensão rural, tem estimulado o fortalecimento do agronegócio no estado.

“Hoje, 22,6% do PIB de Minas Gerais é referente ao agronegócio e uma diretriz do Governo é apoiar o setor, principalmente nesse momento pandemia. O agronegócio não parou e o alimento tem chegado à mesa dos consumidores do Brasil e de vários países, que importam nossos produtos. Em 2019, o segmento era responsável por R$ 115 bilhões no PIB mineiro e agora crescemos para R$150 bilhões. Isso é fruto de todas as iniciativas em prol do desenvolvimento rural do Estado e o nosso objetivo é continuar impactando a economia positivamente, promover o incremento de emprego e renda e gerar melhoria da qualidade de vida no campo”, salienta Otávio Maia.

Fonte Portal Caparaó

58 pessoas denunciadas: Concluído primeiro Inquérito da Operação Expresso

 MANHUAÇU (MG) – 58 pessoas foram denunciadas por organização criminosa e falsidade ideológica após a conclusão de parte das investigações da Operação Expresso, deflagrada no dia 16 de março, pela Receita Federal, a Polícia Civil do Paraná, a e as Receitas Estaduais do Paraná e Minas Gerais; com objetivo e desmantelar gigantesco esquema de sonegação do setor de café e crimes relacionados. Trata-se da maior operação de combate a fraudes tributárias do setor de café já realizada e os envolvidos devem mais de R$ 1 bilhão em impostos estaduais e federais.

O esquema envolvia quatro organizações criminosas, cada uma com integrantes em Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Espírito Santo. Devido ao volume de informações, as investigações foram divididas em dois inquéritos. Neste primeiro inquérito, concluído em 14 de julho pela Divisão Estadual de Combate à Corrupção no Paraná, 58 pessoas foram indiciadas.

Das 58 pessoas indiciadas, 14 são de Minas Gerais; 36 são do Paraná; 3, de São Paulo; 4 são do Espírito Santo; e 1, do Mato Grosso.

Do total de indiciados em Minas Gerais, 5 são de Manhuaçu; 4 são de Patrocínio; 2, de Muriaé; e o restante, de Divinópolis, São Sebastião do Paraíso e Ouro Fino. No Paraná, 20 indiciados são de Londrina. Os demais são de Maringá, Rolândia, Jandaia do Sul, Cornélio Procópio, Ibaiti, Mandaguari e Santo Antônio da Platina. Em São Paulo, foram indiciados 2 em Espírito Santo do Pinhal; e 1 em Santos. No Espírito Santo, os indiciados são de Colatina (2), Vitória e Vila Velha. Em Mato Grosso, o indiciado é de São José dos Quatro Marcos.

Trata-se de donos de torrefações, corretores, atacadistas e funcionários de empresas apontadas pela polícia como participantes do esquema. O indiciado é o indivíduo que foi objeto de investigação em um inquérito policial e, ao final da investigação, o Delegado entende ter sido o autor do crime apurado e encaminha para o processo judicial.

Além do segundo inquérito, o trabalho de investigação e apuração continua no âmbito da Refeita Federal, das Receitas Estaduais e da Polícias envolvidas na Operação.

Relembre a Operação

De acordo com a força-tarefa, atacadistas e corretores de café de Londrina e região possibilitavam a diversas torrefações do Paraná a aquisição do café em grão cru de duas formas. A primeira, destinando o produto juntamente com créditos fraudulentos de ICMS advindos de notas fiscais falsas; a segunda, na aquisição do café em operações fraudulentas (dentro do Paraná), em que o recolhimento dos tributos não era feito.

Em ambos os casos, a mercadoria era oriunda de Minas Gerais e do Espírito Santo, comercializada por cooperativas e produtores rurais desses estados, sendo as notas fiscais destinadas a empresas de fachada, as chamadas “noteiras”, também localizadas em Minas Gerais e no Espírito Santo.

As operações envolvendo empresas dos dois estados possibilitavam o não recolhimento do ICMS sobre as notas fiscais falsas. Paralelamente, outra empresa “noteira”, situada em São Paulo, emitia notas fiscais falsas destinadas a atacadistas e torrefações do Paraná.

Nos dois tipos de aquisição irregular do café em grão cru, os destinatários do Paraná se beneficiavam com o crédito de milhões de reais em ICMS de operações interestaduais fraudulentas que nunca foram pagos.

As investigações apontam ainda que, por diversas vezes, o produto adquirido por meio de notas fiscais falsas oriundas de São Paulo era destinado a empresas de café solúvel de Londrina e de Cornélio Procópio, ocasião em que, simulando uma venda da mercadoria dentro do Paraná, os atacadistas emitiam uma terceira nota fiscal falsa, acarretando aos próprios atacadistas o não recolhimento do tributo.

Valores

Somados os valores, as “noteiras” de Minas Gerais e de São Paulo emitiram mais de R$ 6 bilhões em notas fiscais, entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2021, sendo 2 bilhões só em 2020. Os valores devidos aos cofres mineiros passam de R$ 350 milhões.

Quanto às empresas destinatárias das notas fiscais falsas no Paraná, a estimativa é que elas tenham acumulado créditos tributários fraudulentos de, aproximadamente, R$ 100 milhões, considerando que receberam cerca de R$ 1 bilhão em notas frias. Sobre o valor fraudado, ainda devem ser acrescentados 60% de multa, correção monetária e juros, fazendo com que o valor devido aos cofres paranaenses chegue a cerca de R$ 200 milhões.

Houve também sonegação de tributos federais (IRPF). O montante, neste caso, pode chegar a R$ 200 milhões. Além disso, como há o evidente intuito de fraude, a multa é qualificada e corresponde a 150% do valor lançado; ou seja, o valor dos tributos federais sonegados e a multa correspondente pode chegar a R$ 500 milhões de reais.

Além de subtrair recursos da sociedade, a sonegação de tributos gera concorrência desleal, uma vez que, ao não cumprir com suas obrigações legais, a empresa fraudulenta cria condições para oferecer produtos com valores abaixo do praticado pelo mercado, prejudicando as empresas cumpridoras de seus deveres.

Assessoria Receita Federal

Transcrito Portal Caparaó

FMF divulga protocolo da volta dos torcedores aos estádios de Minas Gerais



FMF divulga protocolo da volta dos torcedores aos estádios de Minas Gerais

O jogo Nacional 2 x 1 Ipatinga, em 20 de fevereiro de 2020, foi o último com torcida antes da parada por causa da pandemia


A Federação Mineira de futebol  (FMF) divulgou nesta quinta-feira (22), o protocolo da volta dos torcedores aos estádios de Minas Gerais. Uma das novidades é a liberação do público, limitado  a 600 pessoas ou 50% da capacidade do local nas cidades que estão na onda amarela do programa Minas Consciente do governo estadual.

 

As cidades incluídas na onda verde , até mesmo as que não aderiram ao plano, estão  Autorizadas a receber público sem limitação de capacidade. Prá isto deve se respeitar distanciamento de 1m e meio entre os torcedores nas arquibancadas.

 

Os times interessados precisam de autorização expressa da Prefeitura Municipal por meio de um ofício encaminhado à diretoria de competições da FMF.

Os Clubes interessados em vender ingressos para os seus jogos, deverão solicitar junto à Federação, a emissão com no mínimo 10 dias de antecedência.

 

Protocolo (vale apenas para competições organizadas pela Federação Mineira, todas as responsabilidades caberão ao clube mandante):

 

- Comprovante completo de vacinação, ou um exame PCR positivo nos últimos 90 dias (quem teve Covid-19 nos últimos 3 meses). Não pode exame prévio negativo. 

- Clube tem que ter autorização da Prefeitura, todos os laudos do Estatuto do Torcedor válidos e em dia. Aprovado a vistoria, pode ter público e vender ingressos. 

- Clube tem que preparar os estádios, demarcar os acentos, fazer um plano de ação (onde vai entrar, sair, etc), a Federação tem que fazer uma vistoria. Depois de tudo isso, pode ter o jogo com ingresso. 

 



Fonte : Rádio Itatiaia

Transcrito Rádio Muriaé

ANNTT aprova instalação de pedágios na BR-116



As instalações estão previstas para Leopoldina, Bom Jesus da Cachoeira, Miradouro e Orizânia


ANNTT aprova instalação de pedágios na BR-116

Trecho da BR-116 entre Muriaé- Miradouro, próximo a Itamurí - Foto: Arquivo Rádio Muriaé


Foi aprovado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e enviado para análise do Tribunal de Contas da União (TCU), o plano para a concessão do sistema rodoviário que liga Governador Valadares, no Vale Rio Doce, ao Rio de Janeiro.


Com a aprovação, sete postos de pedágios estão previstos para serem instalados neste trecho da BR-116, que corta Minas Gerias, inclusive Muriaé.


Os trechos mineiros que receberão os pedágios são; Leopoldina, Bom Jesus da Cachoeira, Miradouro, Orizânia, Santa Bárbara do Leste, Inhapim e Governador Valadares. Totalizando 407,5 Km de rodovia.


Em contrapartida, todo o trecho será duplicado e receberá diversas adequações. De acordo com o Ministério da Infraestrutura a previsão para lançamento do edital é até o final deste ano, e o início do leilão, o primeiro semestre de 2022. Estão previstos mais de R$ 9 bilhões em investimentos e R$ 8,27 bilhões em custos operacionais.


Pelo Twitter, o ministro Tarcísio de Freitas prometeu o leilão para o início do ano que vem. “Começando a semana com boa notícia: aprovamos projeto de concessão que substituirá antiga CRT (Rio-Teresópolis) ampliando trecho até Governador Valadares. Projeto resolve passivo do Arco Metropolitano. Investimento: R$ 9 bi. O projeto vai ao TCU. Leilão no início de 2022”, detalhou.


 




Fonte : Rádio Muriaé