.

.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

REUNIÃO REALIZADA NA ACIAC, PELA DIRETORIA DO HEC, MOSTROU A REALIDADE DO HOSPITAL E BUSCOU ALTERNATIVAS PARA O MESMO.

"EM VERDADE, EM VERDADE VOS DIGO"

Como diz um grande amigo "CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS" e essa outra expressão citada biblicamente e por Jesus Cristo por dezenas de vezes expressa o que foi a reunião realizada pela Diretoria do HEC na ACIAC nessa terça feira(24). Pois a reunião mostrou claramente a verdade dos fatos para quem quisesse ver. Quem não foi perdeu.
Presidente da ACIAC NEI 
O Presidente da ACIAC, Nei, falou da necessidade da abertura do espaço da ACIAC para discutir esse problema que é de todos os Carangolenses e atinge a todos. Que atendendo um pedido de membros da Diretoria da ACIAC convocou essa reunião.
Pastor Matusaeu Vice Provedor falando para os presentes.
O Pastor Matusaeu, vice provedor do HEC, abriu a reunião falando das oportunidades e perspectivas de Carangola e do próprio Hospital Evangélico de Carangola. Falando da necessidade de se encontrar alternativas e desenvolver-se projetos para a consolidação do HEC que tem espaço físico e KNOW  HOW para crescer. Se o HEC fechar, quem perde é Carangola, os Carangolenses e toda a região que é atendida pelo HEC. Destacou.
Jaime Provedor do HEC 
Jaime, Provedor do HEC, que assumiu o Cargo de Provedor há apenas 3 meses mostrou os dados e todas as informações da situação financeira do HEC, o problema financeiro com o PAM que é uma dívida de responsabilidade do HEC e que por não ter recebido parte do convênio com a Prefeitura de Carangola chegou na situação desesperado que está. 
Jaime colocou todos os documentos à disposição de quem quiser ter acesso. Falou também de que o Hospital está buscando realizar uma Auditoria e quem quiser fazê-la ou assumi-la será bem vindo. Pois o custo é alto. No entanto a Auditoria seria também para esclarecer a verdade dos fatos, encontrar e apontar soluções. 
Jaime mostrou publicamente o contra cheque de sua esposa que trabalha no HEC há 10 anos e que ganha com direitos o valor de cerca de R$1.200,00. Assim como outros funcionários que tem a mesma função. Isso é para esclarecer as mentiras de falsos perfis sociais que, mentirosamente, colocaram que minha esposa, que trabalha há 10 anos no HEC ganha em torno de R$6.000,00. Pois na verdade ela ganha o valor mostrado. Bem antes de eu ser provedor. Frisou.
Jaime apresentou o relatório de todos os Convênios com o Município, o quanto o município repassou e o quanto deve desses. O que chega ao valor de cerca de quase R$500.000,00.
Contra cheque apresenta que desmente e mostra a verdade.


Jaime destacou que a Direção do HEC não tem e não teve nenhuma participação nos movimentos realizados e a passeata realizada pelos funcionários do PAM. Essa foi uma iniciativa própria deles.
Finalizando sua parte, o Provedor do HEC Jaime, falou dos pagamentos dos funionários e dos médicos do PAM e disse que um médico ganha por plantão. Normalmente os médicos ganham R$5.200,00 por mês fazendo 1 plantão semanal de 24h e que alguns médicos que cobrem plantões de outros médicos podem ganhar até muito mais. Desde que tenha trabalhado. Conforme denúncia anonima de que médicos estariam ganhando R$16.000,00 isso poderá acontecer se o mesmo ao invés de  fazer só 1 plantão semanal, este médico fizer 3 plantões. O que muitas das vezes agradecemos a esses médicos por atender no PAM, já que existe dificuldades de se encontrar médicos para realizar plantões de emergências.
Pastor Matusaeu pediu à Assembléia presente que apresentassem alternativas para tentar solucionar os problemas do HEC e diversos participantes apresentaram suas sugestões. Uma Comissão foi formada para discutir o assunto.
A Secretária de Saúde, Dra. Jamille presente no evento, convidada não quis se manifestar.
Presidente do CMS Eduardo Oliveira DUDU
O Presidente do Conselho Municipal de Saúde(CMS), Eduardo Oliveira(DUDU), fez uma grave denúncia de que enviará ao município, à Câmara e ao Ministério Público um ofício dizendo que "o município não vem prestando contas da saúde ao CMS" e que a partir de então o CMS não irá mais assinar nenhum documento. DUDU, como carinhosamente é conhecido, assumiu um compromisso de lutar pelo que ele acredita: A saúde pública para o cidadão e que com o apoio popular irá buscar apoio no Conselho Estadual de Saúde para cobrar do município o pagamento dos compromissos do Convênio da Prefeitura de Carangola com o Hospital Evangélico de Carangola e a manutenção do PAM dentro do termo acordado.
Funcionários e Funcionárias do PAM recebem as
 doações de cesta básicas. Que foram dadas
 por empresários de Carangola.
Ao final da reunião um grupo de funcionários do PAM receberam a doação de várias cestas básicas doadas por alguns empresários da cidade. Já que alguns deles só tem essa função e estão há 4 meses sem receber. Estão passando necessidade de itens básicos em suas casas. Alguns funcionários declararam que estão também com luz e água atrasados, com risco de serem cortados.
Da reunião ficou definido que o Conselho Municipal de Saúde irá realizar outra reunião do CMS junto com a Comunidade. Nessa quinta feira(26) a partir das 18:30h. 
É muito importante o comparecimento de toda a população. Dessa reunião, certamente, sairão soluções dadas pelo CMS para esse problema com o PAM.
O EOCOMBATENTE.COM.BR vem acompanhando esse caso e esse grito do HEC. 
Vejam algumas das notícias.

 - DIREÇÃO do HEC reuniu com vereadores e PEDIU SOCORRO.

-Você trabalharia 4 meses sem receber? FUNCIONÁRIOS DO PAM do HEC FAZEM PASSEATA DE PROTESTO.

















Nenhum comentário:

Postar um comentário