terça-feira, 1 de agosto de 2017

Homem morre ao entrar em tanque que abrigava esterco de suínos


Garoto de 11 anos tentou socorrer o pai, que chegou a ser levado ao hospital, mas faleceu...
 Um agricultor morreu, na manhã de domingo (30), enquanto limpava um tanque de dejetos suínos, em Doutor Maurício Cardoso, no noroeste do Rio Grande do Sul. Conforme Marcos Golin, inspetor da Polícia Civil do município, o homem, identificado como Eliseu Henschel, 37 anos, entrou em contato com gases tóxicos que estavam no interior da peça. Henschel chegou a ser encaminhado ao hospital, mas chegou sem vida no local. Conforme o agente, a vítima criava porcos em sua propriedade e utilizava os dejetos dos animais para a produção de adubo. As fezes do animal geram o gás metano.
"Ele entrou dentro do espalhador de esterco para limpar após fazer o trabalho. Desligou tudo antes de limpar. Ali dentro, ficam os gases do esterco, que são fortes. Até dá para fazer combustíveis com esses gases. Ele não ficou nem um minuto (dentro do tanque) e caiu", explicou o inspetor.
Conforme o policial, o filho do agricultor, de 11 anos, tentou socorrer o pai, mas também foi intoxicado pelo gás. O menino foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Vida e Saúde, em Santa Rosa. Procurada por ZH, a casa de saúde informou que não libera dados sobre pacientes por meio de telefone e sem a autorização de familiares.
Segundo a investigação, informações preliminares não apontam indícios de crime na morte. Tudo leva a crer que foi um acidente. Conforme o inspetor de polícia, o homem poderia ter evitado a tragédia se utilizasse equipamentos de segurança e abrisse todas as escotilhas do equipamento:
"Se fossem abertas as escotilhas do tanque, (se ele) esperasse um tempo (antes de entrar no compartimento) e tivesse usado equipamento de segurança, ele poderia evitar. É um gás muito tóxico", disse Golin.
Informações são do site CLICRBS.
Transcrito CGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário