domingo, 23 de julho de 2017

Piloto desvia rota e evita acidente que poderia causar 900 mortes


O desvio aconteceu quando as aeronaves estavam muito próximas...
O piloto Roberto Vallicelli evitou na última sexta um acidente entre aviões poderiam comportar, ao todo, 892 pessoas, quando ambos voavam acima do oceano Índico.
O Airbus A380-800, da companhia Emirates, voava de Dubai para as Ilhas Maurício (voo EK-703). O outro avião era o Airbus A330-200, da companhia Air Seychelles, que voava das Ilhas Seychelles para as Ilhas Maurício (voo HM-54).
Segundo o site Aviation Herald, o piloto da Emirates, cujo avião poderia comportar até 615 pessoas, informou incorretamente para o Controle de Tráfego Aéreo a altura que estava durante o voo.
Quando o piloto percebeu que o avião dos Emirados era mais alto do que se pensava anteriormente, e o Air Seychelles A330, que pode ter até 277 passageiros, estava voltando na mesma direção e altura, ele iniciou um alerta do sistema de prevenção de colisão do Air Seychelles, e conseguiu dar uma guinada para a direita quando as duas aeronaves estavam a apenas 8,6 milhas (13,8km) de distância.
Segundo o "The Telegraph", a Air Seychelles comentou as ações dos pilotos: "Felicitamos nosso capitão Roberto Vallicelli e o primeiro oficial da companhia, Ronny Morel, que estavam operando o voo HM054 das Ilhas Maurício para Seychelles na noite de sexta-feira, 14 de julho de 2017", afirmou a companhia em um comunicado.
"Seus protocolos de treinamento e protocolos operacionais foram imediatamente iniciados, o que demonstra os padrões extremamente elevados de treinamento que nossos pilotos da Air Seychelles conseguem. Nós os elogiamos por o que eles fizeram".
A Emirates também se pronunciou sobre o caso: "Recebemos relatórios de um evento em 14 de julho de 2017, relacionado a separação de aeronaves envolvendo o voo EK703 no espaço aéreo das Ilhas Maurício. O assunto foi reportado às respectivas autoridades de transporte aéreo, e a Emirates estenderá sua plena cooperação a qualquer investigação. A segurança de nossos passageiros e tripulantes é de extrema importância ".
Fonte CGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário