quinta-feira, 8 de junho de 2017

Condenada mulher que matou grávida para roubar bebê




Após quase dois anos de um crime cometido na cidade de Ponte Nova, quando o corpo de Patrícia Xavier da Silva, de 21 anos, foi encontrado com a barriga a berta, sem o bebê, amordaçado e amarrado em uma estrada que dá acesso à Fazenda Estiva, em uma lavanderia abandonada, a acusada Gilmária Silva Patrocínio, 34 anos, foi condenada a passar na cadeia o mesmo tempo que tem de vida. Em um júri popular, presidido pela juíza Dayse Baltazar, da 1ª Vara Criminal e da Infância e Juventude de Ponte Nova, que durou cerca de 10 horas, a acusada foi condenada a cumprir, inicialmente em regime fechado, 34 anos, um mês e 23 dias de prisão.
A pena de Gilmária é pelo crime de homicídio com quatro qualificadores, sendo eles: motivo torpe, mediante dissimulação, com o objetivo de assegurar a execução de outro crime e também com emprego de meio cruel, já que a criança foi arrancada com a vítima ainda viva. A ré também foi condenada por ocultação de cadáver, por dar parto alheio como próprio, subtração de incapaz e por colocar em perigo a vida ou a saúde de outras pessoas.
Fonte: O Tempo. Transcrito Interligado ON LINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário