.

.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Você trabalharia 4 meses sem receber? FUNCIONÁRIOS DO PAM do HEC FAZEM PASSEATA DE PROTESTO.

Os funcionários do PAM(Pronto Atendimento Municipal de Carangola) administrado pelo HEC(Hospital Evangélico de Carangola por um Convênio firmado com a PMC(prefeitura Municipal de Carangola) que estão trabalhando há tempos com salários atrasados e agora estão completando quase 4 meses sem receberem seus salários, fizeram uma manifestação pelas ruas centrais de Carangola com um apitaço e um grito de alerta para revindicarem seus direitos. Eles já estão fazendo uma operação tartaruga de atendimento. Mas nem com isso os administradores do município se mobilizaram. Com isso eles decidiram fazer essa passeata para chamar a atenção.
A passeata deu a volta pela Praça da Matriz, desceu um trecho da Rua Pedro de Oliveira e depois eles se concentraram em frente ao Paço Municipal.
Como ninguém da Administração  Municipal se mobilizou, como não se mobilizaram em momento algum, uma Comissão dos funcionários foi ao Gabinete do Prefeito para questionar sobre a falta de pagamento do Convênio que culminou com a falta de pagamento de seus salários. Como o Prefeito não se encontrava, eles foram recebidos pela Secretária de Gabinete que, segundo informações, assumiu que o município está realmente devendo 2 meses do Convênio ao HEC e que o 3o. mês deverá ser cobrado na justiça, pois a Prefeitura quebrou o contrato e que eles não têm dinheiro para pagar.
Engraçado. A Prefeitura quebra um contrato que não paga e diz que não deve. Também não dão atenção à administração do HEC e ao grito de socorro dos funcionários e que ela. a Secretária,  iria tentar um contato com o Prefeito, para tentar buscar uma solução para o caso. Com uma reunião com uma Comissão dos funcionários. 
Os funcionários do PAM que há todo esse tempo trabalham sem receber, aguardam essa solução. Assim como toda a população de Carangola que precisa do PAM funcionando. Assim como o HEC que poderá fechar as suas portas. Pois se a PMC não cumprir como contrato e ter que demitir todos os funcionários o HEC entrará em falência. Pois não tem dinheiro em caixa para pagar os atrasados dos funcionários e nem os direitos trabalhistas que envolvem as demissões.
Muitos populares não sabiam do fato e ficaram indignados se mobilizando em apoio ao movimento.
Confiram os cliques da manifestação dos heroicos funcionários do PAM de Carangola. 



































3 comentários:

  1. É de causar espécie. Nossos impostos vivem sendo aplicados de maneira irresponsável. Dinheiro para show de exposição, algo que deveria ser pago por quem quer o lazer, a prefeitura tem. Mas para o básico, o fundamental, para aquilo que não podemos abrir mão, não há dinheiro?

    ResponderExcluir
  2. Ta aí...o suposto lado B que é escondido sempre em tempos assim pelo suposto lado A, quando na verdade o suposto lado B é o A, e o suposto lado A é usado como a festa que diverte e faz o povo esquecer, isso me lembra muito a história da antiga Roma, quando os imperadores diante das insatisfações do povo promoviam as batalhas sangrentas dos gladiadores, onde a intensão era: Dê diversão ao povo e eles gritaram seu nome", engraçado...hoje em continente distante não se parece muito diferente, "o poder no topo da hierarquia, fazendo e desfazendo o que bem entender, e a batalha sangrenta aqui em baixo", é assim em muitos lugares, assim é quando por ex: em SP um aleijado é atropelado em meio ao caos que é entrar no metro em horário de pico, assim é quando um policial "honesto" do Rio é morto por um salário miserável, é assim, quando deixamos profissionais essenciais sem receber durante meses e colocamos em risco a estabilidade da saúde da população, colocando em beco sem saída pessoas que precisam de seus salários para viver, mas tudo bem...aqui a ignorância impera, mas temos, copa, olimpíadas, calçadão e asfalto novo! Crítico demais, a ponto de não se contentar com o suposto lado A e não me divertir nem me empolgar com a festa? Resp. Não, a não ser que antes disso e qualquer coisa, a povo tivesse, Educação, Cultura, Saúde, Respeito Social, Justiça, Estruturas básicas de vida, Saneamento e Qualidade de vida em todos os sentidos. Se você é tão critico a ponto de condenar as palavras que nesse texto são expressados, lembre-se sempre de manter seu plano de saúde em em dia, e mesmo assim, pode ser que alguma dessas pessoas presentes nessa manifestação, seja justamente aquela que vai te atender um dia, pois, as vezes a vida nos ensina na prática, e claro...a máxima, ela algumas vezes dá voltas, e não se preocupe com a minha opinião, não entro nessa batalha sangrenta, e tenho plano de saúde, que embora em Carangola não tenha muita utilidade e tive que fazer um segundo, correspondente a hegemonia UNIMED (micro-monopólio), e embora em nível particular, foi nesse hospital que com muito orgulho nasceu meu filho, e jamais esquecerei do quão bem atendido fui, não só pela obrigação, mas pelo carinho com que trataram todos que comigo estavam, e em resumo de todas essas palavras, acho uma sacanagem do C%#@$%¨$#@ fazer isso com gente assim!

    Marcio Yoshinaga

    ResponderExcluir
  3. Acho um absurdo, os profissionais da área de Saúde, serviço essencial a população carangolense serem tão mal tratados pela administração pública municipal, principalmente pelo Poder Executivo. Precisamos valorizar os nossos ilustres funicionários e efetuar pagamentos em dia, com dignidade e respeito.

    ResponderExcluir